Exposição Latin American in Construction atrai arquitetos ao IAB-RJ

Data: 18/02/2016

Departamento: IAB RJ

O processo curatorial e toda a proposta por trás da exposição Latin America in Construction: architecture 1955-1980, que esteve em cartaz no MoMA, em Nova York, de 29 de março a 19 de julho do ano passado, foi apresentada pelo arquiteto e um dos curadores da mostra Carlos Eduardo Comas na noite de terça-feira, 16 de fevereiro, na sede do IAB-RJ. A mostra, que reuniu trabalhos de nomes como Sergio Rodrigues, Geraldo de Barros, Joaquim Tenreiro, Paulo Mendes da Rocha e Lina Bo Bardi, buscou destacar a qualidade das obras modernistas produzidas na América Latina no período.

“Na perspectiva que vivemos, de abrigar o maior fórum internacional de arquitetura, o UIA 2020 RIO, a apresentação de Comas se torna interessante porque traz para nós a experiência de montagem e de curadoria de uma grande exposição. A mostra demonstra também o interesse da comunidade internacional para com a produção arquitetônica do nosso continente”, destacou o presidente do IAB-RJ, Pedro da Luz Moreira, na abertura do evento.

A iniciativa do MoMA, com a exposição, foi uma forma de redescobrir a produção teórica e projetual negligenciada pelos Estados Unidos e Europa. Os marcos 1955 e 1980 não foram escolhidos ao acaso. Eles foram estabelecidos pelos eventos que marcaram a época, como a Guerra Fria e a crise do petróleo. A forma como a mostra foi organizada no sexto andar do museu buscou também apresentar uma evolução do pensamento arquitetônico da época. No caso brasileiro, começa com a expectativa e admiração do mundo pela construção de Brasília, em 1956, e a consequente demonização da capital federal brasileira nos anos de 1970.

“Uma coisa que pode soar engraçada, mas que é absolutamente surpresa para os americanos é São Paulo e as produções de Artigas (João Batista Vilanova Artigas) e Lina (Lina bo Bardi). Tudo isso é descoberta dos anos de 1990 para eles. Uma colega nossa, americana, uma vez nos perguntou: como isso pode ter passado por baixo do nosso radar”, relembrou Comas.

A exposição Latin America in Construction: architecture 1955-1980 foi organizada por Barry Bergdoll (curador), que teve como assistente de curadoria o Patricio del Real, ambos do Departamento de Arquitetura e Design do MoMA. Além de Comas, a mostra contou ainda com a curadoria de Jorge Francisco Liernur, da Universade Torcuato di Tella, de Buenos Aires.

Assista o vídeo

Galeria de imagens

Post sem comentários! Comentar o post