Entidades, artistas, ativistas e personalidades importantes da cena cultural brasileira realizaram um grande evento em defesa do patrimônio ameaçado | IAB Brasil

Entidades, artistas, ativistas e personalidades importantes da cena cultural brasileira realizaram um grande evento em defesa do patrimônio ameaçado

Data: 26/05/2020

Departamento: Nacional

As mais variadas manifestações artísticas estiveram representadas no evento virtual “Salve Cultura! Unidos pelo Patrimônio”, realizado ontem pelo Fórum de Entidades em Defesa do Patrimônio Cultural Brasileiro. Pensado para defender o IPHAN dos contínuos ataques do Governo Federal, o evento foi além ao resgatar e valorizar a diversidade que faz parte do imenso patrimônio cultural do Brasil.

 Durante mais de cinco horas, passaram ao vivo pela transmissão artistas e personalidades reconhecidas pelo empenho em colocar a cultura como prioridade na agenda pública brasileira, a exemplo do dramaturgo Zé Celso Martinez Corrêa, do historiador João José Reis, da fundadora do Museu do Samba, Nilcemar Nogueira, e dos ex-ministros da cultura Juca Ferreira e Ana de Hollanda.

 Nomes de projeção nacional como Samuel Rosa, Falcão, Zeca Baleiro e José Miguel Wisnik abraçaram o projeto, ao lado de artistas relevantes da cena cultural dos quatro cantos do Brasil como, Titane, Márcia Castro, Maurício Tizumba, Roger Resende, Chico Lobo, Chico Amaral, Celso Afonso, Tribo de Jah e muitos outros.

 A arte circense, a capoeira, o samba de roda e toda a beleza do bumba meu boi enriqueceram o evento e emocionaram o público que deixou quase 2 mil comentários na fanpage onde aconteceu a transmissão – foram 14 mil visualizações e 33 mil curtidas de apoio demonstrando que o legado cultural do Brasil sempre será respeitado e defendido.

Segundo o coordenador do Fórum de Entidades e Presidente do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), Nivaldo Andrade, “este evento mostra a importância do IPHAN para a cultura brasileira, reconhecida por músicos, dramaturgos, produtores culturais, atores, artistas circenses e detentores de bens culturais reconhecidos como patrimônio nacional. Estamos todos mobilizados em defesa do Instituto que, há 83 anos, zela pela nossa memória e pelas nossas referências culturais, e que desde o ano passado vem sofrendo graves ataques por partes das principais autoridades do políticas país.”

O Fórum de Entidades em Defesa do Patrimônio Cultural Brasileiro é formado por 20 entidades de profissionais vinculados à área do patrimônio cultural, como antropólogos, arqueólogos, arquitetos e urbanistas, geógrafos, gestores culturais, historiadores, historiadores da arte, museólogos e sociólogos.

O Salve Cultura pode ser assistido no facebook/iab.org.br.

Galeria de imagens

Post sem comentários! Comentar o post