Capitais europeias repensam uso de carros

Data: 22/10/2015

Departamento: IAB RJ

Oslo, capital da Noruega, pretende banir o uso de automóveis individuais no centro da cidade até 2019. Para chegar a tal objetivo, a prefeitura vai construir 36 quilômetros de ciclovias e ampliar significativamente os investimentos em transportes públicos. A proposta, audaciosa, afetará os cerca de 350 mil de veículos na cidade.

De acordo com o diretor executivo da organização Transportation Alternatives, Steely White, que defende a construção de cidades mais sustentáveis, a meta da capital norueguesa é a maior, até o momento, sobre o tema. “Oslo pode encorajar outras cidades a fazer o mesmo”, afirmou em entrevista publicada (nome do site ou jornal)

Tirar os carros de circulação não vai contribuir apenas para tornar a cidade mais ecologicamente correta. Será mais amigável também aos pedestres. “Queremos fazer um ambiente melhor para quem anda nas ruas. O comércio também será beneficiado com a mudança”, disse Lan Marie Nguyen Berg, líder nas negociações do Partido Verde de Oslo, ao (nome do site ou jornal).

Madri lançou um projeto parecido no ano passado. A capital espanhola já tem um programa de "expulsão" dos carros até 2020. Outras cidades europeias têm o mesmo objetivo,em diferentes escalas e velocidades de implementação.

Paris, por exemplo, já baniu os automóveis particulares dos grandes pontos turísticos, como a Catedral de Notre Dame e a Torre Eiffel. Outra cidade que incentiva a população a deixar o carro em casa é Milão. A cidade italiana reembolsa o trabalhador com o valor gasto em transportes públicos até o trabalho caso ele deixe o automóvel em casa.

Post sem comentários! Comentar o post